Lapinha da Serra

Depois do meu carnaval na chapada, como disse para vocês, minhas amigas voltaram antes e eu fiquei solita, e como queria aproveitar ao máximo meus dias de folga, resolvi fazer uma escala em BH antes de voltar ao Rio. Na verdade passei o final de semana Lapinha da Serra e conheci BH domingo a tarde e segunda. Nunca tinha ouvido falar da Lapinha, meus amigos de BH que juraram que era incrível, e é mesmo, como vocês verão! 😉 
 
Alguns lugares que fomos no final de semana:
 
Lago da Represa
A cidade possui uma Represa, da Usina Coronel Américo Teixeira, mais conhecida como Represa da Lapinha. Sua construção se iniciou na década de 50 pela Companhia Industrial de Belo Horizonte. Hoje a represa é referência da Lapinha e o atrativo mais visitado pelos turistas.  Possui dois enormes lagos que são separados por duas montanhas e unidos por um canal de água que passa entre elas. O percurso até sua margem é de fácil acesso e da praça central do vilarejo gasta-se apenas cinco minutos de caminhada.


Poço do Boqueirão

O Poço do Boqueirão pode ser considerado o mais tradicional. Localizado a 20 minutos do lugarejo e com um trajeto bastante fácil de se fazer, uma caminhada para qualquer idade. Quando fomos estavam cobrando uma entrada de R$10,00, e no poço tinha um guarda-vidas. Esse dinheiro retorna para própria vila, e preserva mais o local, achei justo. A cachoeira é pequena com um poço médio, bem gostoso, vale a visita! 


Cachoeira do Lajeado

Fomos no primeiro dia, é uma caminhada de 6 km (por trecho), mas é bastante plana, com uma subidinha só no final, então é nível fácil, fizemos em cerca de 1:20. A trilha é um pouco mal indicada, peça dicas na vila antes de começar, erramos o caminho algumas vezes, mas chegamos! A cachu estava com pouca água mas ainda sim estava lindíssima. Me disseram que esse paredão fica repleto de água. Estava um dia lindo e foi uma delícia curtir a tarde nessa cachu (olha eu lagartixando na pedra na foto abaixo). 

 



Cachoeira do Paraíso

A cachu mais linda! A trilha para chegar até ela é bem mal indicada também, chegamos no feeling (peça dicas na cidade, o começo dela é pouco depois da entrada para o Boqueirão, a esquerda). Ela estava com pouca água então quando caia, o vento levava, fazendo um efeito spray lindo, me encantei. Infelizmente não se pode nadar lá, pois suas águas são utilizadas para abastecer a cidade. Mas vale a caminhada não só pela cachu como pela vista que se tem lá de cima. 
Ficamos lá até domingo no começo da tarde, não deu para conhecer tudo, existem várias outras cachus e poços. A lapinha também é muito conhecida pela travessia lapinha x tabuleiro (outro link da travessia)passando pela cachu do  Tabuleiro, dizem que essa trilha é incrível! Pelas fotos parece mesmo, deu vontade! 
 
Almoçamos domingo na Serra do Cipó, que é maior com várias opções de restaurante e pousadas, e retornamos para BH no fim do dia, ainda deu tempo de conhecer alguns pontos por lá. 
 
Foi um fim de semana perfeito que deixou saudades! Eu poderia passar tranquilamente uma semana nesse lugar, ou mais, me encantei! Não só as belezas naturais, que são muitas, mas o lugar tem uma energia maravilhosa. Espero que tenham curtido e coloquem na listinha! 😉
Mais dicas

Como chegar na Lapinha da Serra?
A Lapinha fica a aproximadamente 140 km de distância de BH. O acesso é pela MG–10, até o distrito da Serra do Cipó. Depois, pegar a estrada de terra que da acesso a Santana do Riacho e seguir por 30km. Após chegar em Santana do Riacho, contornar a Praça central e seguir pela rua da prefeitura até a estrada de terra, seguindo por mais 11km.
 
 
Onde ficar na Lapinha da Serra?
Nós chegamos a olhar duas pousadas, a princípio íamos ficar na Pousada du Breu, que é linda e o dono Marcelo muito simpático, mas estava lotada e acabamos ficando na Pousada Travessia, que também é maravilhosa, uma vista linda para as montanhas (foto abaixo), a dona muito atenciosa e um café da manhã caprichado! 

 
Onde comer na Lapinha da Serra?
Nós almoçamos um dia em um restaurante a kilo, com comida caseira bem gostosa, que eu não lembro o nome, mas era na beira do lago. Lá também tem um lugar que vende um açaí top com três camadas de granola,que eu também não lembro o nome, mas fica bem no começo da estrada que dá para as trilhas, numa esquina. Eu sei, blogueira de araque que não anotou os nomes, mas lá é pequenininho, acho que dá para achar!
Mas eu lembro o nome do restaurante do jantar, aha! Jantamos na Forneria que eu recomendo demais, uma pizza deliciosa! Tem vários sabores e combinações diferentes, vale a pena conhecer! Preço bom e aquele atendimento mineiro. 🙂
***
Beijos,
Bia
 
Anúncios

2 comentários

  1. Bia, não encontrei informações sobre o trecho de ônibus até Lapinha. A empresa não tem descrição de “Santana do Riacho” na busca. Sabe me dizer se mudou?. E qual empresa opera o trajeto de “Santana ???” até Lapinha? Obrigado”

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s