Algarve – Lagos e Monte Gordo

Recentemente li uma reportagem muito interessante dizendo que o Algarve, região de Portugal, foi eleito como o melhor lugar do mundo para viver a aposentadoria! Eu realmente me apaixonei por lá e viveria fácil nesta região de praias lindas, boa comida e povo simpático! Outros dois lugares em que eu estive da lista foram Istambul, na Turquia, e Pau, na França.
Segue também a descrição dos meus dias por lá (fui no feriado de 01 de maio de 2014):
Minha amiga Marta me convidou para ir passar o feriado de primeiro de maio com ela e a família dela no sul de Portugal, no Algarve. Eu que não digo não para chocolate e viagem topei na hora! Íamos sexta de manhã mas acabou que ela teve uma reunião e as 22:00 de quarta decidi ir mais cedo, encontrei um ônibus que saia à uma da manhã, arrumei a mala e fui! Mal tinha desfeito a mala da Grécia e arrumei a outra rs
Decidi ir para Lagos, dica da amiga Roberta, e foi maravilhoso! A cidade é uma gracinha com carinha de cidade praiana, com cheiro de mar e ambiente relaxado. Cheguei lá quinta às 10 da manhã, deixei as coisas no albergue, dicas no final do post, e fui para praia!

A primeira praia que fui foi a do Pinhão, que leva esse nome devido à uns pinheiros que ficam no topo da praia. Já foi paixão à primeira vista. Essa praia antigamente era onde os escravos eram levados para as colônias e ainda resta uma antiga escada de pedras que era usada para esse fim. É uma praia belíssima cheia de cavernas que a ligam à outras praias, ela mesma é separada em duas por uma grande pedra. Lá também existe ruínas de um antigo castelo, que foi derrubado por um terremoto e uma tsunami parece, mas ainda resta a ponte que ligava-o à terra.

De lá fui caminhando pelas pedras até a Praia da Dona Ana, que já foi eleita diversas vezes a mais bonita do mundo! Não é tão bonita quanto a do Pinhão e a do Camilo, mas é mais comercial, tem restaurante, hotéis e é bem bonita também, fiquei um bom tempo lá só preguiçando… Vale lembrar que a água de Portugal é super gelada, para os fortes! Eu claro, entrei em todas, sou um patinho rs

Para chegar na próxima praia, do Camilo, tem uma trilha ou dá para ir seguindo a estrada, eu decidi ir pela trilha que me deu vistas incríveis de praias escondidas entre ambas as praias, maravilhoso! Eu me perdi algumas vezes mas cheguei! A praia do Camilo é a praia mais bonita em que já estive! A cor da água, as rochas, um cenário único!

 

A praia do camilo tem esse nome devido a uma pedra, aquela maior ali no mar, em forma de camelo, que com o tempo virou Camilo rs. A praia é separada em duas por uma pedra e tem uma pequena caverna que liga as duas, o máximo! Fiquei horas nessa praia, até dormi, depois de ter passado 9 horas no ônibus, foi merecido rs Fiquei até quase o pôr-do-sol mas como não sabia ao certo o caminho para voltar não quis esperar escurecer. Uma dica é ir caminhando até a Ponta da Piedade, que são mais 40 minutinhos mas me disseram que é muito bonito lá de cima, eu só conheci por baixo de kayak.
 Depois de ter passado o dia a base de biscoito, fui em um restaurante indicação de uma amiga o Caravela, onde comi esse delicioso estrogonofe de camarões! Podia ter mais camarões mas estava muito saboroso! Lá no algarve os preços são bem salgadinhos, muito mais que aqui no Porto, esse prato custou 10 euros mas valeu a pena! 🙂

Dei um rolé pela cidade mas ainda estava bem vazia, conforme for esquentando deve encher mais! O hostel tb estava vazio e eu acabei ficando sozinha no quarto, foi ótimo!

 No dia seguinte estava na dúvida se fazia o passeio de kayak ( 25 euros, 3 horas) ou de barco ( 10 euros, 1 hora). Mas acabei decidindo fazer o de kayak, com a kayaktours, que achei que ia ser mais divertido e ia conseguir entrar em mais grutas.
As principais grutas entra tanto barco como kayak, então se quer uma opção mais econômica/ prática/rápida eu aconselho o barco. O Kayak é mais divertido mesmo, mas por exemplo não dá para tirar foto (dar dava mas só quando parava e eu fiquei aflita de levar minha câmera tirei foto só no celular mesmo) e achei o preço salgadinho. Mas é bem organizado, havia um barco nos acompanhando todo o tempo e paramos em uma praia deserta só para nós para relaxar e fazer snorkeling. Como haviam milhões de ouriços-do-mar eu acabei nem ficando muito na água, fiquei mais relaxando na areia mesmo.
Uma outra coisa do kayak era que o guia cantou todas as meninas da excursão, meio chato e inadequado mas nada que não desse para sair com jogo de cintura. Como o Kayak era de duas pessoas fui com uma moça holandesa bem legal, o bom do kayak tb é isso, vc acaba conhecendo uma galera bacana e até um paquera se vc tiver na disposição kkk Uma alemã lá parece que caiu nas graças do guia…
O passeio de kayak é bem legal, ele vai explicando a história dos lugares, mostrando os pontos de interesse, as pedras com diversas formas, passamos por todas as praias que fui ontem e fomos até a Ponta da Piedade, entrando em grutas incríveis! Uma tinha um “furo” para o céu que dava um colorido lindo na gruta e bem na hora que fui tirar uma foto passou uma gaivota, mágico. Outras grutas era bem pequenininhas e mal passávamos de kayak, muito divertido, uma experiência mesmo!

Eu não achei cansativo, toda hora parávamos para ele explicar alguma coisa então nem senti as horas passarem… Depois do passeio dei uma ralaxadinha na praia da batata que não tem nada demais, e depois já fui para o hostel tomar banho para pegar o ônibus para Faro (esse busu custa 6 euros e demorou 2 horas)  onde encontrei com a Marta e fomos de trem até Monte Gordo.

 A praia de Monte Gordo parece muito com as do brasil, a água estava bem transparente, mar azul, areia branquinha, sombrinhas… No dia que chegamos já apanhamos um pôr-do-sol incrível quando fomos passear com o cachorro , o Bart, um pointer lindo! Nos outros dias ficamos só relaxando na praia, comendo peixinhos grelhados, conquilhas (mariscos pequenininhos com um molhinho delicioso), na beira do mar, uma delícia! Eu fiquei na casa da Marta, cuja uma parte da família vive lá no Algarve, e foram todos muito simpáticos comigo, fui muito mimada rsrs A família dela é bem aberta e calorosa, me senti em casa durante o final de semana.

 

Um dia fomos a Ayamonte, na Espanha, que é bem pertinho, como fomos ao final do dia não deu para conhecer muito mas o caminho é lindo passamos por um antigo moinho, um castelo, pelo rio que tem uma ponte linda, e a cidade de Ayamonte em si é uma graça, mas nosso foco era a Mercadona, um mercado que tem uma seção de cosméticos incrível, queria comprar tudo, e era tudo muito barato e os produtos de muita qualidade, comprei alguns produtinhos, queria comprar mais mas tive juízo rs
Monte Gordo estava bem mais cheio que Lagos, lá tem fama de ser mais quentinho e tem bem mais infraestrutura também. O que achei curioso é que esta região do Algarve tem muito estrangeiro, mal se escuta português na rua, a Marta disse que cerca de 50% dos turistas são holandeses, que mesmo no inverno vão para lá fugir das baixas temperaturas. O hostel que eu fiquei em Lagos era sempre em inglês, o tour de kayak foi em inglês, uma hora fui comprar sorvete e estava falando em inglês pelo hábito e depois que me toquei rsrs
Bom foi isso, um feriadão prolongado maravilhoso que consegui relaxar muito e pegar uma corzinha (tô preta!). Voltei domingo de tarde (sai umas 16 horas de Monte Gordo e cheguei uma da manhã no Porto).
Agora as dicas:
Transporte
Dá para ir para região do Algarve de três formas: avião, ônibus e trem.
– De avião, a Ryanair faz voos diários para lá (até Faro, para Lagos pode-se ir de ônibus ou trem, é próximo, cerca de 90 km de distância), comprando com antecedência dá para encontrar passagem de 20 e poucos euros. Site: Ryanair.
– De trem, a viagem dura cerca de 7 horas e custa 40 euros. Site: CP.
– De ônibus que foi como eu fui, a viagem dura 9 horas e custa 30 euros (há desconto para estudantes). Fui de Renex, site: Renex.
Hospedagem
Em Lagos fiquei no Stumble Inn. Endereço: Rua Soeiro de Costa 10-12 , Lagos. Fiz a reserva pelo hostelbookers, e custou 15 euros. Muito bem localizado, staff simpático, os quartos bons, tudo limpinho, achei ótimo e recomendo! Cheguei antes do horário de check-in e depois do horário do check-out, tomei banho, tudo certo.
Em Monte Gordo fiquei na casa da minha amiga mas recomendo o Hotel Vasco da Gama, mesmo em frente a praia!
Clima
Estava bastante calor durante o dia, a temperatura chegou a quase 30 graus. A noite estava mais fresquinha em Lagos, em Monte Gordo consegui usar vestido a noite, que delícia! Estava com saudades do calor! No verão parece que a temperatura chega a 40 graus :O e a água do mar fica quentinha, vou ter que voltar para conferir!
Passeio
Eu fiz o passeio de kayak com a Kayaktours, que foi bem legal e eu recomendo.
Refeições
Comi no restaurante Caravela em Lagos, endereço: rua 25 de abril, 14.
Em Monte Gordo o peixinho grelhado em frente a praia foi na Barraquinha, que é mesmo na praia.
 
É isso, espero que tenham gostado do Algarve e podem incluir nas próximas férias, é lindo!!!

Mais fotos no meu instagram (roda_mundo) e na minha página do face: Roda Mundo.

Beijos,

Bi
Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s