Chapada dos Veadeiros

Dia 1: Rio – Brasília- Chapada
Chegamos em Brasília as 9 da manhã e alugamos um carro no aeroporto mesmo com a HERTZ. Para Chapada eu aconselharia um carro um pouco mais forte, por causa das estradas de terra, mas vi muitos 1.0 por lá. Chegamos em Alto Paraíso por volta de 14:00 e comemos na Senhorita, uma comida a kilo que tem por lá deliciosa, tem até suco verde! Em seguida fomos para as Loquinhas.
A Loquinhas é um complexo de 7 poços de beleza única, caracterizados por suas águas cor de esmeralda. É uma trilha ecológica, ponte pênsil, 780m de passarela de madeira ladeando o córrego passatempo facilitando os banhos e preservando o meio ambiente. Nível fácil.  Não precisa de guia. O acesso é pela rua do Segredo, a 3 km do centro de Alto Paraíso. Entrada: R$20.
Amamos a Loquinhas, as cachus são lindas, não tem trilha, só caminhada, dá para passar o dia lá curtindo..
De lá seguimos para Cavalcante onde ficamos hospedadas. Para quem está indo para chapada pela primeira vez não recomendo ficar em Cavalcante e sim em Alto Paraíso ou São Jorge pois os pontos mais famosos ficam por lá, Cavalcante fica a 90 km de distância em estrada de asfalto mas sem iluminação. Era bem cansativo ir e voltar todos os dias, acho que vale a pena para quem quer conhecer as lugares em volta de Cavalcante, que também são muitos e lindos!
Dia 2:  Cachoeira Santa Bárbara e Capivara
Essas cachus ficam mais próximas à Cavalcante (27 km de cavalcante de estrada de terra, onde está o povoado do sítio histórico Kalunga do Engenho II,). Lá é preciso contratar um guia (R$15 por pessoa) e pagar uma entrada de R$10.
Para Capivara é possível ir de carro até próximo e depois fazer uma caminhada curta (1 km) mas cheia de obstáculos (o acesso ao encontro dos rios é feito descendo pelas pedras). Nessa cachu, o rio capivara e o rio tiririca se encontram em um único poço e depois, despencam em um cânion.
Para santa Bárbara são 6 km, ou é possível pegar um “Pau de Arara” que custa R$5 o trecho. Optamos pela segunda opção, vou confessar que foi divertido mas é meio perigoso, eles colocam muitas pessoas no caminhão, e a estrada é péssima, passa por rios e buracos que são crateras. Mas tudo vale a pena quando se chega na cachu que é lindíssima! Um fator fundamental é o horário da saída para fazer a trilha, no caso dessa cachoeira tem que ser bem cedo, sair de cavalcante no máximo às 7:30h para chegar o quanto e poder admirar a bela cor da água, pois o sol só bate até às 12:00h. Como estava nublado quando fomos não fez muita diferença, a cor da água não estava tão bonita como nas fotos que vimos mas ainda sim foi ótimo!

Quando retornamos ao Engenho comemos uma comidinha caseira deliciosa, pagamos R$20 e podia comer a vontade. Frango Caipira, carne seca, hummm tudo gostoso! Recomendo!!
Dia 3:  Cataratas dos Couros + Cristal
O acesso é pela GO 118 em direção a Brasília como se estivesse voltando. A entrada é pela Fazenda Boa Esperança. É bem longe essa cachu viu, de Alto paraíso são uns 20 km de asfalto mais uns 30 km de estrada de terra péssima! O acesso é difícil, eu recomendo muito um guia! Pagamos R$15 por pessoa para a guia Fátima que é show de bola, super recomendo ela! Estávamos em um grupo grande (12 pessoas), grupos menores esse preço sobe.
Quanto a cachu, na verdade ela é uma sequencia de 4 quedas no Rio Couros, uma mais linda que a outra! Não chegamos a ir até a última pois estava chovendo e ficamos com medo, pois a trilha é pelas pedras e estas estavam muito escorregadias, mas ainda sim valeu muito a pena! A cachu é linda demais, as pedras tem um formato único, parece uma coisa sobrenatural mesmo. Amamos!! Passamos o dia por lá!

 

No final do dia ainda fomos para cachoeira Cristal, que fica a 5km de Alto paraíso e é uma ótima opção de passeio. É uma sequência de pequenas quedas e poços de água cristalina. As cachus são deliciosas e como fomos ao fim do dia não estava cheio. A entrada custa R$10, o acesso é fácil e a trilha até a última cachoeira é bem curta, passeio para todas as idades.
Dia 4: Vale da Lua + Fazenda São Bento
De manhã fomos ao Vale da Lua (R$15 a entrada). De São Jorge são 10 km de estrada de terra, a caminhada dura cerca de 15 min, uns 700m até chegar ao atrativo. É um dos lugares imperdíveis da Chapada,um dos lugares que eu mais gostei da trip!! O vale vai acompanhando a serra do segredo com seu leito de pedras em formatos arredondados, lembrando as crateras da Lua. Uma paisagem muito diferente. No final tem um poço para banho com águas cristalinas, uma pequena cachoeira e uma hidromassagem natural!

De tarde fomos para fazenda São bento. Lá tem três cachoeiras: São Bento, Almécegas I e II. De Alto Paraíso são 9 km de asfalto na estrada para São Jorge até a Fazenda São Bento e mais aproximadamente 3 km de estrada de terra, uma trilha de mais ou menos 1 km e lá encontra-se mais uma maravilha da Chapada, Almécegas I. Seguindo pela estrada de terra temos a Almécegas II, que esta a poucos metros de caminhada. Nós fomos apenas na Almécegas I que é um deslumbre!!! A estrada de terra é bem ruim e como estava chuviscando não arriscamos ir na Almécegas II. A entrada na fazenda custa R$20.
Dentro da Fazenda São Bento existe uma outra atração fantástica que é o voo do Gavião, a tirolesa considerada umas das maiores do Brasil, com 800m!!! O preço é salgadinho: R$70 mas vale muiiiiiiito a pena!!! Confesso que fiquei com medinho, pois estava ventando muito e eu ficava rodando, fiquei agoniada rsrs Tb inventei de levar a gopro e fiquei com medo dela cair haha Visual incrível!!!

 

Depois ainda fomos até o Rancho do Valdomiro saborear o mais famoso prato típico do cerrado – a matula. A iguaria é semelhante à feijoada, porém, feita com feijão branco ou mulatinho, carne-de-sol, lingüiça, miúdos de porco e cúrcuma (açafrão-da-terra), servida com arroz, carne de sol  e mandioca. Custa R$30 por pessoa para comer qt quiser, ou pode pedir o prato feito de R$20 que é bem servido e vi algumas pessoas dividindo. Para fazer a digestão, aposte nos licores artesanais de sabores exóticos como buriti, açaí e pequi, os licores ficam lá a disposição, provei vários!
Dia 5: Poço Encantado
No nosso último dia na chapada (muitas lágrimas) resolvemos fazer um passeio mais leve e escolhemos o Poço Encantado. Fica à 52 km de Alto Paraíso sentido Cavalcante, acesso por via asfaltada. É uma linda cachoeira com poço enorme e praia. No local existe boa infraestrutura com lanchonete. Da varanda da lanchonete pode-se admirar a cachoeira. A trilha é de apenas 300m, incluindo uma ponte pênsil. O acesso custa R$15.  É um passeio para família toda, o poço é bem gostoso e tem até opção de fazer stand up paddle (R$20 ½ hora).

Na volta almoçamos na Senhorita em Alto paraíso e pegamos a estrada para BSB.
Dicas Finais
O que acho imperdível: Vale da Lua (1/2 dia), Santa Bárbara + Capivara (um dia) , Couros (um dia)
Gostei muito: Fazenda São Bento (1/2 dia) e Loquinhas (1/2 dia)
Se sobrar tempo: Cristal  e Poço Encantado.

Hospedagem
Pousada Sol da Chapada – Cavalcante
A pousadinha é bem simples, mas ótima, o Marcelo, o dono é bem solícito, dá ótimas dicas da região e o café da manhã é bem gostoso, com pão de queijo, bolos feitos no dia… E o preço é bem camarada, pagamos R$1700 para 4 pessoas, 5 dias. (pacote carnaval)

Restaurantes
Encanto da Pizza – Cavalcante
Gente que pizza deliciosa!!! Falaram que era a melhor da Chapada, a gente desconfiou mas se surpreendeu, não deixem de experimentar a marguerita!Mapa

Beijos,
Bia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s