Atenas em dois dias!

Atenas foi uma das principais cidade-estado na Grécia Antiga durante o grande período da civilização grega, no primeiro milênio a.C., durante a “Idade do Ouro” da Grécia (aproximadamente 500 a.C. até 300 a.C.) ela era o principal centro cultural e intelectual do Ocidente, e certamente é nas ideias e práticas da Antiga Atenas que o que nós chamamos de “civilização ocidental” tem sua origem.”
Passamos dois dias em Atenas. A quantidade de dias teria sido perfeita se não fosse o seguinte detalhe: fomos no final de semana da Páscoa! Sábado tudo fechava as 15hrs e domingo nada abriria. Só que descobrimos isso quase tarde demais e quase não fomos à Acrópole. Vou contar tudo ao longo do texto, o que fizemos e o que deixamos de fazer, com dicas de lugares para comer, ver o pôr-do-sol, etc.
Nosso vôo chegou às 04:55 da manhã, e para nossa sorte o metrô estava em greve e não estava funcionando a linha do aeroporto, pegamos dois ônibus e o metrô já na cidade. A dica legal é que estudante da união europeia paga meia no transporte público, ou seja o ticket que valia por 1h30 custou €0.70, o do aeroporto é um pouquinho mais caro €2.50 de ônibus ou €4 de metrô.
Fomos direto para o hotel largamos as malas e fomos conhecer a cidade. A recepcionista disse que tudo fechava as 15 hrs devido a páscoa e achamos que isto valeria para todo o fim de semana e não apenas sábado.
A primeira parada foi o Museu Arqueológico Nacional de Atenas, que é um dos mais importantes museus do mundo. A vasta coleção do museu é dividida em diversas coleções. São muitas coleções incríveis, pré-história, Egito, esculturas, entre muitas outras. Eu sou meio enjoada de museu, mas este realmente é o máximo, uma imersão na história! Nestas horas me dá uma tristeza ter sido má aluna em história na escola, eu sou super perdida, mais uma vez quem me salvou foi a enciclopédia/GPS ambulante Ana, quase um smartphone essa menina.
Passamos pelo Parlamento (que tem troca de guarda) na praça Syntagma e pelo parque da cidade, aonde não nos alongamos muito e fomos caminhando para o Templo de Zeus Olímpico e o Arco de Adriano. É bem legal lá! Adoramos!
O templo de Zeus Olímpico, também conhecido como Olympeion, é a ruína monumental de um antigo templo dedicado a Zeus em sua qualidade de rei dos deuses do Olimpo. Em seu apogeu foi um dos maiores e mais famosos templos gregos.”
 
Fomos caminhando até a área da Acrópole aonde almoçamos. Eu comi uma moussaka, prato típico grego, feito de carne moída, beringela e bechamel, bem bom! Nisso descobrimos que um amigo da Ana por coincidência também estava em Atenas, e ele foi ter conosco lá no restaurante. Nisso ele chegou e deu a maravilhosa notícia que domingo estaria tudo fechado! Ou seja, tínhamos deixado o museu novo e a acrópole para domingo e não conseguiríamos visitar nada pois já passava das 15 hrs. Foi o momento desespero, como ir a Grécia e não visitar a Acrópole? Decidimos ir o mais perto possível para tentar ver alguma coisa, e por uma sorte divina eles resolveram fechar só as 17hrs e conseguimos entrar!!! Nos 45º do segundo tempo mas conseguimos, felicidade geral! Abençoado amigo da Ana, o Fábio, que nos avisou que estaria tudo fechado domingo!
A Acrópole, antigo centro religioso da cidade, é um lugar mágico! É mesmo indescritível! Acrópole é a parte da cidade construída nas partes mais altas do relevo da região. A posição tem tanto valor simbólico, elevar e enobrecer os valores humanos, como estratégico, pois dali podia ser melhor defendida. Era na acrópole das diversas cidades que se construíam as estruturas mais nobres, tais os templos e os palácios dos governantes. A Acrópole de Atenas foi construída por volta de 450 a.C. e ficou famosa pela construção do Partenon, sumptuoso templo em honra à deusa Atena, ricamente construído em mármores raros e ornado com esculturas de Fídias. Abriga também o Propileu, o portal para a parte sagrada da Acrópole, e o Erecteu, templo dos deuses do campo. No lado exterior da Acrópole, encontra-se o Teatro de Dionísio, onde estrearam as maiores peças teatrais da antiguidade e o Teatro de Herodes Ático, parcialmente reconstruído e que mostra como teria sido o Teatro de Dionísio.
Fomos expulsos da Acrópole (por causa do horário) e fomos para a Ágora de Atenas, centro nevrálgico da cidade antiga, que estava fechada também, mas conseguimos ver pelo lado de fora o templo de Efesto e a torre dos ventos que é octagonal e cada face tem o Deus referente a cada direção do vento, bem interessante.
E além das relíquias arqueológicas, as igrejas ortodoxas são uma atração à parte, há diversas espalhadas pela cidade, algumas muito antigas e com uma decoração interna luxuriante, com destaque para a Catedral, a igreja de Omorfoklissia e a de Panaghia Kapnikarea. A igreja ortodoxa é bem diferente da romana e vale a pena entrar e conhecer uma!
 
 
Procuramos um barzinho onde pudéssemos ver o pôr-do-sol e anoitecer na Acrópole e encontramos o 360 degrees. Bem legal, com uma vista super bacana! Tomamos uma boa cerveja grega (eu adorei todas, a Mythos, A Alfa e a Fix), um vinho, com aquela vista incrível, um privilégio.
Domingo tudo que pensamos em fazer estaria fechado então decidimos ir para o Lago Vouliagmeni que achamos na internet e teoricamente estaria aberto. Foi uma viagem para chegar lá, e o ônibus lotado tipo 485. Chegamos lá estava fechada para visitação mas conseguimos pelo menos vê-la. Passeamos um pouco pela praia, que fica mesmo em frente, tentamos comer por lá mas era tudo muito caro e voltamos para Atenas. Assim valeu pois a lagoa e a praia são bem bonitas… Para quem só vai a Atenas e não às ilhas gregas, vale mais ainda, dá para ter um gostinho de praia 😉
Achamos um restaurante em Atenas chamado “ God´s Restaurant”, e como era domingo a tradição é comer carneiro no “espeto” (foto acima), ele fica ali rodando no fogo por horas e a carne fica muito macia e suculenta! O atendimento é maravilhoso, comemos varias entradinhas pois o carneiro ainda ia demorar uma hora, um empadão de espinafre, um queijinho grelhado e o tsaziki (molho de iogurte, pepino e especiarias que a Ana viciou). Eles nos deram bebidas de graça e o também famoso ouzo (bebida de anis típica). Tudo saiu por menos de 20 euros e valeu super a pena! Recomendado!
De lá fomos caminhar pelas ruas de Atenas e comi o melhor sorvete de iogurte da vida! Era tudo “homemade” e delicioso! Custou acho que €3.50 e era tudo o que você queria de toppings, como com morangos, frutas vermelhas, gotinhas de chocolate e geleia de rosas, PERFEITO! Queria aquele sorvete todos os dias!
Para o pôr-do-sol fomos ao cocktail bar no terraço do hotel “A for Athens”, que tinha uma vista ainda mais privilegiada da Acrópole, tomamos um bom vinho e esperamos o anoitecer belíssimo.
Foi isso nossos dois dias em Atenas, uma pena mesmo estar tudo fechado no domingo de páscoa! Mas aproveitamos bem ainda sim 😀
Mais fotos no meu instagram (roda_mundo) e na minha página do face: Roda Mundo.
Beijos,
Bi
Dicas:
Estudante da união europeia entra de graça em tudooooo, é bom demais! Não esqueçam a carteirinha em casa rsPara quem tem mais tempo, uma dica é conhecer o templo de Poseidon, em Atenas, a foto eh da amiga Manuella Galindo e editada por mim. Ela deu uma dica legal que eh ir de ônibus urbano. Enquanto empresas de turismo cobram até 43 euros no passeio, por conta própria o bus custa €6,30 o trecho. Sai da Rua Filellinon, próximo a praça Syntagma. Vizinho a um car parking existe uma placa laranja: To Sounion. O ônibus não tem número e passa de meia em meia hora até 21:00. A boa eh ir ver o pôr do sol lá, lindíssimo, não?



Post inicial com dicas de hotéis e roteiro: Roteiro Grécia

Restaurantes
Endereço: Miaouli 2 – 4.
Endereço: Ifaistou 2. Monastiraki.
Gelato Milk bar
Endereço: 39, Kidathineen str Plaka. Tel: 2103245153
Endereço: Makrigianni 23-2
Anúncios

3 comentários

  1. Ia perguntar sobre preços, mas então li a parte de estudante da União Europeia… o que é triste para mim, pois soube que essa carteirinha só vale para quem estiver abaixo dos 30 (eu fiz 30 em março)! :/ Será que aceitam carteira de universidade?
    Adorei as dicas, aliás!
    Bjs!

    Curtir

  2. Marcela, eu fui com a carteira da universidade mesmo, em nenhum momento perguntaram minha idade, e um amigo meu que tem 33 foi recentemente lá também, ele é pós-doc, e não pagou nada. Vai com fé! De qqr forma lá as entradas são baratinhas, coisa de 2 a 4 euros, só a Acrópole que é mais carinha mesmo, acho que era uns 13..

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s