Pamukkale em um dia!

Continuando o diário da viagem para turquia. Textos anteriores: Istambul, Istambul- 2, Capadócia.
 
Passamos a noite no ônibus e chegamos em Pamukkale bem cedo, 04 da manhã. Foi engraçado porque estávamos dentro do ônibus no milésimo sono, e ele parou no meio da estrada e disse q era ali para gente saltar, ficamos sem entender nada, mas quando saltamos tinha uma van esperando a gente e por coincidência outros brasileiros para nos levar a Pamuka.

Depois de algumas horas num hotel estranho esperando amanhecer, conseguimos fazer um check-in super antecipado na nossa pousada, o que foi ótimo porque conseguimos descansar um pouquinho e tomar banho! \o/ Logo depois a Gonca, nossa amiga turca, chegou!!! Foi tão gostoso revê-la, a Gon é uma das pessoas mais fofas que eu conheço!

Conversamos um pouco, matamos a saudade, tomamos um bom café da manhã turco, com direito a um “Gozleme” para cada uma, um “crepe” turco super típico recheado com queijo e fomos conhecer Pamukkale!

Informação: Pamukkale significa castelo de algodão que também tem sido chamado de castelo branco por causa da alvura causada pela alta concentração de calcita na água. Depósitos sedimentares de travertino criaram os terraços brancos, cachoeiras e florestas minerais petrificadas que compõem a paisagem. As 17 nascentes de água quente são aquecidas por um vulcão subterrâneo. As propriedades curativas da área atraiu pessoas de todas as partes onde antes os romanos construíram a antiga cidade de Hieropolis.

Visitamos o “castelo” que é lindo demais, a rocha branquinha, a água quentinha, as piscinas naturais que se formam… Parece até de mentira! Na parte de cima tem as ruínas da antiga Hieropolis, é lindo! Não tenho nem muitas palavras, mas as fotos falam por si:

Depois fomos nadar na Piscina Romana de Hierápolis. No conjunto é possível visitar uma antiga piscina romana de água termal. Essa piscina foi construída a mando de Cleópatra e tem o seu nome. Dentro d’água aparecem colunas das ruínas romanas.

A água estava bem quentinha, passamos duas horas lá só relaxando e curtindo o visual, muito bom! Lá também tinha um lugar com aquários com aqueles peixinhos que comem pele morta, sabe? Eu e Gon fizemos 10 minutinhos cada uma, nossa no começo é difícil controlar a gargalhada, faz muita cosquinha!! Mas depois se acostuma e fica bem gostosinho, eu adorei a experiência! Mas não achei que fez muita diferença na pele não, foi mais para experimentar mesmo  😉

Almoçamos um kebab, voltamos pro hotel, tomamos um banho e pegamos um ônibus em direção a Izmir. Uma coisa que não falei ainda é dos ônibus turcos, gente igualzinho os do Brasil, só que não! Super confortáveis, com cadeiras reclináveis, entretenimento individual, wifi e um “aeromoço” que serve água, chá, suco, biscoitos… Um luxo só! E o preço é bem razoável!

 

Enfim chegamos em Izmir umas 9 da noite, aonde encontramos Atabey e alguns amigos e de lá já fomos pra night. Fomos em um restaurante primeiro e depois fomos para um pubzinho. Acabou que eu não fui em nenhuma balada balada mesmo na Turquia, vou ficar devendo informações a esse respeito. Ah! Ficamos hospedadas na casa de uma amiga do Ata, a Aiça que nos recebeu super bem, fomos muito mimadas nessa viagem! 🙂

Beijos,
Bia
Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s