Istambul – Parte II

Terceiro dia começou com a ida ao Topkapi Palace que é lindo, enorme, passamos horas por lá! O Topkapi fica às margens do Chifre de Ouro, no ponto exato em que o Bósforo se encontra com o Mar de Marmara. A vista dos jardins é esplêndida.
Informação: O Palácio de Topkapı. Topkapı significa “porta do canhão”. Foi construído por Mehmet II, o conquistador, logo após a conquista de Constantinopla, em 1453. Lar dos sultões otomanos durante quatro séculos, o Palácio Topkapi reflete com perfeição a grandiosidade do império. Dos azulejos coloridos aos domos e arcadas douradas, o luxo e o poder estão latentes em cada canto. Jóias da coroa otomana, como um dos maiores diamantes do mundo, e objetos sagrados do Islamismo, como fragmentos da barba e marcas da pegada do profeta Maomé, estão expostos em diferentes pavilhões. O palácio é cercado por uma muralha — que se estende por 5km, possuindo um portal de arquitetura otomana, com inscrições em árabes.
 
O quarto de circuncisão dos príncipes, repleto de azulejos azuis, é um dos mais belos e visitados. As jóias, as relíquias e os aposentos são grandes atrativos, além disso existem jardins, bibliotecas, uma casa que era usada para recepções, o palácio é enorme e cada espaço reserva uma grata surpresa!
O lugar mais inusitado e interessante do Topkapi é o harém (que não visitamos mas achei super interessante a história: Essa ala, antes restrita ao sultão e familiares, atiça a imaginação dos turistas e encanta com as cores e a beleza dos quartos. O espaço é dividido em salas, que eram ocupadas pelas milhares de mulheres que tinham a grande responsabilidade de garantir os prazeres do sultão. De acordo com a preferência do imperador, as moradoras eram classificadas em consortes ou concubinas. Muitas eram escravas capturadas durante as guerras lideradas pelos otomanos. A chamada rainha mãe era a primeira mulher do sultão. Ela tinha um quarto especial onde era servida pelos empregados e recebia visitas do sultão. Os príncipes também tinham um quarto reservado no harém, onde tinham diversão garantida. Como ninguém é de ferro, todas as dependências eram guardadas por eunucos — homens castrados, que não ofereciam nenhum risco no harém do sultão).
 
 
 
Depois fomos caminhando até o outro lado de Istambul, cruzamos a ponte, que é linda, ficam vários pescadores lá e a neblina que envolve a cidade faz tudo ficar ainda mais encantador! Encontramos o Atabey e fomos almoçar no Antiochia (http://www.antiochiaconcept.com/), um restaurante MARAVILHOSO! Eu não lembro tudo que comemos, mas estava tudo perfeito, um banquete!
De lá fomos ver o pôr-do-sol na Galata Tower! Foi uma das imagens mais lindas da vida!!!! O sol se ponto por trás da Mesquita foi de perder o fôlego! Lá ouvimos o “Azan”, que apesar deu não entender “agregou valor” ao cenário.
Informação: A torre tem uma altura de 66,9 m e conta com nove andares (tem elevador, ufa!). Quando foi construída, se converteu na estrutura mais alta da cidade. A base da torre se encontra a 35 m sobre o nível do mar. A torre, chamada inicialmente Christea Turrisfoi construída  em 1348 como parte da expansão da colônia genovesa de Constantinopla.
 
 
 
Depois fomos experimentar sobremesas, provamos vários doces. Um deles, o “tavuk göğsü” significa “peito de frango”. Estava sendo minha sobremesa favorita, mas quando descobri que era feita de frango confesso que fiquei com nojinho! Mas vale a pena experimentar! A baklava é uma sobremesa bem típica, achei boa mas é muito doce! Aliás achei as sobremesas todas bem puxadas no açúcar rs
Lá eles tomam chá, o cai, o dia todo, é chá preto e bem gostoso. Um chá mais para os turistas é o de maçã que também é ótimo, acabei entrando no clima de tomar chá, tô até sentindo falta agora que voltei 😉
No nosso último dia, deixamos para visitar o Grand bazaar, mas como era feriado nacional estava fechado! :\ Acabamos indo na Mesquita Süleymaniye, e depois encontramos Zayanep, outra amiga turca para almoçar, andamos um bocadinho e almoçamos no mesmo albergue do segundo dia, mas dessa vez comi kebab! 😀 Do almoçamos já fomos para o aeroporto embarcar para Capadócia!! Tema do próximo post 😉
Para finalizar, a dica (ou não) do albergue: Metropolis Hostel (https://www.metropolishostel.com/)
No final da viagem passei uma manhã em Istambul e consegui conhecer o Grand Bazaar mas não comprei nada, achei os preços muito salgados e não consegui pechinchar muita coisa. Confesso que não estava muito inspirada para gastar… De qualquer forma valeu a pena conhecer, fui também no bazar de especiarias, muitos temperos e chás! Uma coisa chata é que mulher sozinha os vendedores enchem a paciência, dando cantadas, ai insuportável, dava nem vontade de entrar na loja sabe…
Próximo post: Capadócia!
A mesma dica de sempre, quem quiser ver mais fotos, dá uma passadinha na minha página: https://www.facebook.com/pages/Bia-Molinari-Fotografia/484509681607216.
Beijos,
Bia
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s